sábado, maio 19, 2007

Floribela a nova companheira de viagem.

Em Janeiro quando comecei a fazer contas para esta viagem contactei a Tap Cargo para saber o custo de enviar a minha BMW GS para a Venezuela. Os números não foram nada agradáveis e por isso achei que era a altura ideal para modificar a forma encarar estas viagens. A BMW GS é uma moto excelente, muito fiável e ao longo dos 200.000 kms que fiz com a minha sempre me levou a todos os destinos sem problemas de maior. É no entanto uma moto cara, pesada e volumosa, quando temos de fazer importações temporárias, carnets, transportes intercontinentais e afins os valores envolvidos são sempre grandes. Já à algum tempo que eu e os meus companheiros de viagem falávamos em mudar para motos menores, mais leves e com menor valor, pouparíamos dinheiro e em qualquer circunstancia mais complicada seria sempre mais fácil abandonar a mota e voltar a casa. Com isso na cabeça adquirimos varias monocilindricas, motos simples, leves e de valor muito baixo quando comparados com o da BMW. A solução parecia perfeita mas teríamos a mesma fiabilidade e comportamento que com as BMWs?? Eu costumo ter como um dos pontos mais importantes para a preparação destas viagens o conhecimento mecânico das motos que utilizamos, por isso agarrei na moto que me calhou, uma Honda Dominator 650 e comecei a modificar os pontos que me pareciam frágeis. Foi uma odisseia que durou os 4 meses seguintes onde foram gastas centenas de horas de trabalho na companhia de vários amigos. Chamei a minha Dominator de Floribela pois sempre que começava esta conhecida e interminável novela eu descia para a garagem. O resultado final foi este; 30 litros de combustível, 550 quilómetros de autonomia, suspensões invertidas na frente com curso maior, braço oscilante mais longo e mais resistente, amortecedor Ohlins atrás, 100 litros de capacidade de carga, motor revisto e preparado pelo João Rodrigues e sistema de navegação desenvolvido pela Espaços Sonoros - Garmin. Durante as ultimas semanas testei as modificações e todas elas contribuíram definitivamente para melhorar o comportamento e a fiabilidade da moto. Com tudo isto ganhei um bom conhecimento mecânico da moto, sinto-me mais preparado para a viagem, a Floribela está pronta!

2 comentários:

  1. BRUNO BOTELHO12:45 da tarde

    PARABÉNS PELA GRANDE TRANSFORMAÇÃO OPERADA NA DOMINATOR, ESTÁ EXCELENTE.
    BOAS CURVAS COM ELA!

    ResponderEliminar