segunda-feira, junho 30, 2008

Finlandia a azimute!

Pelas informacoes que tinha recolhido antes de vir estava preparado para um pais desinteressante. Nao e de todo dos mais interessantes mas com um bocadinho de improviso pode se tornar pelo menos mais interessante. Quando carreguei os mapas no GPS esqueci-me de seleccionar carregar a funcao auto-routing, para quem nao entende destas coisas o auto-routing permite que o GPS nos diga o caminho, curva por curva, estrada por estrada, rua por rua... Eu carreguei os mapas mas como nao carreguei essa funcao o meu GPS apenas me diz "é para aquele lado, agora descobre a estrada tu!!" Pode parecer um problema mas nao me chateia muito, assim em vez de ir com os olhos no ecran do GPS tenho de olhar sempre mais para a paisagem, para mim passou a ser um beneficio ;) Aqui na Finlandia foi ate um grande trunfo, em vez de seguir as grandes estradas que ligam os lugares de interesse, tenho feito azimutes a direito entre um ponto de interesse e outro por estradas secundarias e trilhos de floresta. Nos ultimos 3 dias fiz mais de 700kms por pistas de terra no meio de florestas e encontrei verdadeiros edens para passar a noite acampado. A Finlandia é uma manta de retalhos, dizem que tem mais de mil lagos, eu acho que é um grande lago com algumas ilhas, por todo o lado para onde se olha há agua, lagos, rios e cenarios pintados a pastel. Casinhas de madeira, quintas imaculadas, vasos coloridos à janela, tratores do seculo passado e uma calma muito melancolica. De todos os povos escandinavos que passei, os finlandeses sao os mais tristes, tem um ar pesado, carrancudo... tb devo acrescentar que nao vi muitas cidades, tenho preferido ficar pelo mato e cidades pequenas. Aqui em Helsinquia as pessoas ja parecem mais alegres, mas mesmo assim nao tanto como nos outros paises escandinavos por onde passei. Estar sozinho comeca a pesar de novo, o tempo tem estado bom mas nao tenho ninguem com quem partilhar os lugares magnificos onde tenho acampado. Amanha entro na Russia, espero dar informacoes de Sao Petersburgo, tem me dito que é um bocadinho arriscado ir para la de moto sozinho, os policias corruptos, os condutores suicidas, todos os motociclistas com quem falo me dizem isso.... mas a Venezuela tb era, e a Amazonia, e Africa entao??? e eu safei-me por isso deve ser exagero dos atinadinhos Finlandeses... Acho que estou preparado!!.. barba de 3 semanas, moto e roupa camuflado...e um maco de cigarros barato para ganhar a simpatia dos policias se eu nao der noticias em 3 dias venham-me buscar... está bem??

sábado, junho 28, 2008

Comecar a acabar...

A Noruega vai ficar na memoria, um pais magnifico com pessoas simpaticas e paisagens deslumbrantes. Nesta viagem nao tenho conseguido transmitir os meus sentimentos para este blog, é mais dificil encontrar internet do que eu previa e quando existe fecha cedo, com esta historia de os dias nao acabarem so dou por terminada a jornada diaria perto da meia noite e muitas vezes longe da civilizacao.... Por outro lado o meu velho diario esta quase cheio, seja como for este post serve para fazer um balanco da ultima semana na Noruega, tinha ficado em Guergerianfiord onde fiz um pequeno cruzeiro pelo fiord patrimonio da Humanidade Seguimos pelo caminho do trolls, avisem o Casimiro que raptei um para ele poder torturar e sacar informacoes para as suas batalhas ciberneticas... O caminho ate Bodo onde apanhamos o ultimo ferry para as Lofoten nao tem muito interesse, mais frio e mais neve... O Unico ponto de interesse e a travessia do ultimo paralelo que faltava atravessar por terra, o Circulo Polar Artico... Mas no ferry temos uma visao interessante das montanhas... A chegada as Lofoten prometia, bom tempo e mais belas paisagens.. Finalmente conheci um bacalhau cara a cara! e toda a historia da faina no mar do Norte, as aldeias estao muito preservadas e a paisagem melancolica levanos para o seculo passado Almocei sopa de ervas magicas num forte viking, como tenho a mania que sou ditador obviamente tomei conta do forte e tratei de ordenar um acampamento no fiorde mais proximo :) Como fiquei com um bocadinho de fome so com a sopa viking dei umas dentadas numa baleia Seguimos para Norte saltitando de ilha em Ilha por pontes e tuneis ate voltar a terras continentais Nessa "noite" celebrei o solesticio de verao da forma tradicionalmente Norueguesa, uma fogueira na praia, tenda montada e churrasco de salsichas, tudo gracas a hospitalidade desta familia estas fotos foram tiradas ja passava da meia noite e apesar da chuva foi uma "noite" magnifica! Sonhei com bacalhaus suicidas.. :) O resto ja sabem, deixamos a Irene com os pais perto de Tromso e seguimos eu e o Teles enfrentendao a chuva, o gelo, o frio e as renas.... Na noite anterior preparamos o dia final com um mimo, cerveja gelada e bacalhau fresco cosinhado em vinho branco e ervas silvestres... comeca a ser uma tradicao estes jantares :)) estava uma delicia! Finalmente o Cabo! Consegues ver Teles??? Por aqui pá nao vez que é por aqui pá!!! Ahhhhh ja vejo...CABO A VISTA!!!! o resto vcs ja sabem, sacámos do jeitinho portugues e demos a volta aos noruegueses... O Teles desceu novamente pela Noruega, espero voltar a encontra-lo algures em Munique para voltarmos juntos a Lisboa, eu entrei na Finlandia ontem, estou na terra do povo Sami e finalmente esta sol, amanha devo descansar em Helsinquia! Comecei agora a acabar o projecto, ainda faltam algumas aventuras e mais de 10.000 kms ate chegar a casa.... Abrs a todos e muito obrigado pelos comentarios, como costumo dizer com amigos como vcs ir ao fim do mundo é facil!!

quinta-feira, junho 26, 2008

O outro fim do mundo.

Ja está, chegamos, o Cabo Norte é nosso!!! :) A conquista foi dificil, molhada, gelada, mas ja ca estamos. Ha 2 dias que nao para de chover, chuva que parece gelo de tao fria, sopra um vento forte e sempre que subimos a mais de 100 metros de altitude apanhamos gelo na estrada. Tivemos sorte com o tempo, na estrada da costa que nos leva ao cabo esta sol, no cabo propriamente dito o nevoeiro sobe, conseguimos ver o horizonte e concluimos os dois que o Cabo da Roca e muito mais bonito. Comparacoes paisagistacas a parte este e um momento magnifico para nos, fazemos a festa e damos a volta aos noruegueses. Compramos apenas um bilhete e entra um de cada vez... dei a volta aos segurancas e enfiei a moto junto aos monumentos, quando me vierem dizer que nao podia estar ali com a moto ja eu tinha sacado as fotos :))) Nao consigo escrever mais hoje que isto esta a fechar, o Teles seguiu para sul pela Noruega e eu pela Finlandia, talvez amanha consiga continuar a escrever...

terça-feira, junho 24, 2008

Lofoten, a Polinesia do Artico!

O titulo nao e exagerado acreditem! As ilhas Lofoten sao gigantescos calhaus escarpados que emergem do gelado mar do Norte As ilhas sao interligadas por pontes e tuneis, ao longe no navio quando vinha para ca pareciam o torso de um dragao, cheias de picos ondulando ao longo de muitos quilometros. Ficamos em Å a aldeia mais a sul e mais pitoresca do arquipelago. A escolha foi acertada, a aldeia e considerada museu e tem varios edificios historicos com algumas centenas de anos que desvendam a dificil vida da faina a estas latitudes... como eu os entendo :) O bacalhau aqui e rei, esta espalhado por todos os lados a secar, tem um museu, uma visita guiada e custa 10 euros um saquinho com 50 gramas! Andamos a ver se conseguiamos uma escursao para ir ver as baleias, desde a Peninsula Valdez na Patagonia que andamos atras de baleias, nao vimos nenhuma viva ainda mas para compensar comprei um pedaco de carne de baleia fumada que tenho andado a roer nos ultimos dias, e boa, sabe a presunto! Ontem seguimos para norte, as aguas nao sao assim tao frias, se tivesse um sol forte ate que dava para ter dado um mergulho, mas esta vento e ainda nao foi desta que molhei os calcoes de banho. O tempo tem estado relativamente bom, nao chove muito, apenas algumas vezes, o ceu permanece malhado com diferentes tons que vao de branco a cinzento, aqui e ali o sol fura e da cor a esta grande paisagem. As areias sao brancas e as aguas profundamente transparentes, dando um ar tropical as praias, e por isso e pelas montanhas verdes e escarpadas que acho isto parecido com a Polinesia, so a neve nos picos e o vento frio nos recordam que estamos no Mar do Norte e nao no Pacifico Sul. Hoje foi o dia mais longo do ano, continuamos subindo saltitando de ilha em ilha, esta a chuver aquela chuva miudinha, a chuva molha parvos, eu como sou parvo estou molhado! Fico naquela preguica de vestir o impermeavel porque vejo umas abertas mais a frente e vou avancado, avancado ate a chuva molha parvos me deixar complectamente molhado. Quer dizer molhado nao que o fato ate aguenta a chuva, mas fica ainda mais pesado e frio, fica desconfortavel... O Teles e a Irene vem a ritmo de lua de mel, param de 60 em 60 kms e comecam o dia as 11 da manha, eu entendo e no lugar dele faria o mesmo, mas eu aqui so tenho a Inga e ela gosta de acordar cedo por iso normalmente vou esperando por eles em pontos que acho mais interessantes. Fui a um museu Viking magnifico a Norte nas Lofoten, uma aldeia reconstituida com minucia que detalha a vida dos vikings nos seus afazeres diarios, ha vacas e cavalos a pastar, pessoas vestidas a preceito e eu tive a sorte de chegar na altura do almoco, tive direito a uma sopa de ervas muito saborosa, na casa principal esta um fogueira pujante que me chama para perto, ainda perguntei se podia dormir por la mas a resposta foi negativa... Mas tb nao dormi pior, depois da ultima ponte que liga as ilhas ao continente descobrimos um camping com bungalows (aqui chamam-se cabines) mas sao caros e eu tenho de ser poupadinho que ainda tenho muita viagem pela frente, o Teles e a Irene ficam e eu continuo por mais uns kms ate encontrar um bom lugar para montar a minha tenda. A estrada segue um fiorde e acompanha uma praia de areia branca, ao fundo vejo uma fogueira enorme acesa, algumas pessoas, indiferentes a chuva miudinha, estao em volta da fogueira. Saio da estrada e entro num trilho que atravessa varias quintas, descubro o trilho certo e chego junto deles. Autorizam-me a montar a tenda ali e explicam-me que estao a comemorar a o dia mais longo do ano. Parece que e tradicao por aqui comemorar esta data com fogueiras enormes e churrascos de salsichas nas praias. Metem-me um cachorro quente acabadinho de fazer na mao e ficamos a conversa mais umas horas. Sao 2 da manha quando se despedem e vao para a sua casa na quinta mais acima, a chuva miudinha ainda nao parou mas dentro da tenda com vista para a baia calma e aquecido pela fogueira estou muito confortavel, foi uma boa noite!! Agora estou aqui numa biblioteca com internet a espera do Teles e da Irene, estao uma hora atras e eu comeco a ficar ansioso por nunca mais chegar ao Cabo Norte, estamos a avancar muito poucos quilometros por dia, paramos muitas vezes e isso deixa-me inquieto, apesar de estarmos em viagens complectamente diferentes estou a adorar a companhia deles. Apesar da chuva e do frio daqui estou muito bem disposto e orgulhoso, a minha mae faz aniversario hoje, mais apartir de hoje tenho uma personaltrainer formada com media de 98% a minha espera em Lisboa!!! Beijos as duas!! Vou tentar meter algumas fotos hoje a noite, aqui nao ha usb.

sábado, junho 21, 2008

Acampando no Circo Polar Artico!!

...enfim a dificil faina de um vadio :) O Teles e a Irene ja chegaram, foram ter comigo a Flam e desde ai temos percorrido juntos as melhores atraccoes do Sul da Noruega mas como estou em divida em relacao as fotos na vou escrever muito hoje....ca vai: Como tinha dito tive em Prekestolen a ver as vistas... Depois subi devagarinho por estradas secundarias cheias de cascatas... e tuneis, e fiordes.... e mais cascatas... como tinha gasto muitas energias na caminhada e nas curvas resolvi mimar-me ao jantar, como nao tinha gaz tive de improvisar uma fogueira mesmo com toda a humidade deu pra fazer o repasto... ah falta dizer que a janta foi feita as 10 da noite! A serio!!! No dia seguinte segui o roteiro improvisado... e fui dar a Flam... onde passei o dia seguinte a verdascar por pistas fiordes a cima... ...fiordes abaixo... gracas as dicas do Tut, um pastor motociclista descobri umas vistas interessantes... os rios daqui nao dao para atravessar a vau...vejam se conseguem ver a Inga O Teles trouxe a Irene, cigarros, um chip para o meu telefone e a chuva! Tivemos umas travessias tramadas com muito frio a grande altitude (1085mt :)), felizmente e verao e nao ha muita neve... Esta cordilheira alberga o maior glaciar da Noruega, o nome e complicado e nao me lembro agora... A descida da "alta" montanha levou-nos aqui! Chama-se Geirgangerfior e tal como Flam ë patrimonio da Humanidade... se olharem com atencao vao reconhecer a Inga do lado direito da fotografia. Agora estamos em cima do circulo polar artico, vamos amanha para as Lofoten via a rota atlantica que pula de ilha em ilha, parece que o tempo tb esta bom por la, a ver se assim continua... Os manos canarinhos que se preparem que o vadio esta a desesperar por um mergulho de calor brasileiro, tratem da grama no jardim pra eu montar minha barraca e acendam a churrasqueira :) Obrigado pelos comentarios!! Agora (que o Teles ja "acordou" vamos voltar a estrada...