terça-feira, junho 24, 2008

Lofoten, a Polinesia do Artico!

O titulo nao e exagerado acreditem! As ilhas Lofoten sao gigantescos calhaus escarpados que emergem do gelado mar do Norte As ilhas sao interligadas por pontes e tuneis, ao longe no navio quando vinha para ca pareciam o torso de um dragao, cheias de picos ondulando ao longo de muitos quilometros. Ficamos em Å a aldeia mais a sul e mais pitoresca do arquipelago. A escolha foi acertada, a aldeia e considerada museu e tem varios edificios historicos com algumas centenas de anos que desvendam a dificil vida da faina a estas latitudes... como eu os entendo :) O bacalhau aqui e rei, esta espalhado por todos os lados a secar, tem um museu, uma visita guiada e custa 10 euros um saquinho com 50 gramas! Andamos a ver se conseguiamos uma escursao para ir ver as baleias, desde a Peninsula Valdez na Patagonia que andamos atras de baleias, nao vimos nenhuma viva ainda mas para compensar comprei um pedaco de carne de baleia fumada que tenho andado a roer nos ultimos dias, e boa, sabe a presunto! Ontem seguimos para norte, as aguas nao sao assim tao frias, se tivesse um sol forte ate que dava para ter dado um mergulho, mas esta vento e ainda nao foi desta que molhei os calcoes de banho. O tempo tem estado relativamente bom, nao chove muito, apenas algumas vezes, o ceu permanece malhado com diferentes tons que vao de branco a cinzento, aqui e ali o sol fura e da cor a esta grande paisagem. As areias sao brancas e as aguas profundamente transparentes, dando um ar tropical as praias, e por isso e pelas montanhas verdes e escarpadas que acho isto parecido com a Polinesia, so a neve nos picos e o vento frio nos recordam que estamos no Mar do Norte e nao no Pacifico Sul. Hoje foi o dia mais longo do ano, continuamos subindo saltitando de ilha em ilha, esta a chuver aquela chuva miudinha, a chuva molha parvos, eu como sou parvo estou molhado! Fico naquela preguica de vestir o impermeavel porque vejo umas abertas mais a frente e vou avancado, avancado ate a chuva molha parvos me deixar complectamente molhado. Quer dizer molhado nao que o fato ate aguenta a chuva, mas fica ainda mais pesado e frio, fica desconfortavel... O Teles e a Irene vem a ritmo de lua de mel, param de 60 em 60 kms e comecam o dia as 11 da manha, eu entendo e no lugar dele faria o mesmo, mas eu aqui so tenho a Inga e ela gosta de acordar cedo por iso normalmente vou esperando por eles em pontos que acho mais interessantes. Fui a um museu Viking magnifico a Norte nas Lofoten, uma aldeia reconstituida com minucia que detalha a vida dos vikings nos seus afazeres diarios, ha vacas e cavalos a pastar, pessoas vestidas a preceito e eu tive a sorte de chegar na altura do almoco, tive direito a uma sopa de ervas muito saborosa, na casa principal esta um fogueira pujante que me chama para perto, ainda perguntei se podia dormir por la mas a resposta foi negativa... Mas tb nao dormi pior, depois da ultima ponte que liga as ilhas ao continente descobrimos um camping com bungalows (aqui chamam-se cabines) mas sao caros e eu tenho de ser poupadinho que ainda tenho muita viagem pela frente, o Teles e a Irene ficam e eu continuo por mais uns kms ate encontrar um bom lugar para montar a minha tenda. A estrada segue um fiorde e acompanha uma praia de areia branca, ao fundo vejo uma fogueira enorme acesa, algumas pessoas, indiferentes a chuva miudinha, estao em volta da fogueira. Saio da estrada e entro num trilho que atravessa varias quintas, descubro o trilho certo e chego junto deles. Autorizam-me a montar a tenda ali e explicam-me que estao a comemorar a o dia mais longo do ano. Parece que e tradicao por aqui comemorar esta data com fogueiras enormes e churrascos de salsichas nas praias. Metem-me um cachorro quente acabadinho de fazer na mao e ficamos a conversa mais umas horas. Sao 2 da manha quando se despedem e vao para a sua casa na quinta mais acima, a chuva miudinha ainda nao parou mas dentro da tenda com vista para a baia calma e aquecido pela fogueira estou muito confortavel, foi uma boa noite!! Agora estou aqui numa biblioteca com internet a espera do Teles e da Irene, estao uma hora atras e eu comeco a ficar ansioso por nunca mais chegar ao Cabo Norte, estamos a avancar muito poucos quilometros por dia, paramos muitas vezes e isso deixa-me inquieto, apesar de estarmos em viagens complectamente diferentes estou a adorar a companhia deles. Apesar da chuva e do frio daqui estou muito bem disposto e orgulhoso, a minha mae faz aniversario hoje, mais apartir de hoje tenho uma personaltrainer formada com media de 98% a minha espera em Lisboa!!! Beijos as duas!! Vou tentar meter algumas fotos hoje a noite, aqui nao ha usb.

6 comentários:

  1. Carlos boa Viagem, e marca lá esses pontos todos no GPS para partilhares ...
    Abraço..
    Fcaeiro

    ResponderEliminar
  2. Boa continuação Carlitos! Aproveita. Regista tudo no GPS s.f.f.
    Um abraço para ti e para o outro vadio namoradeiro.

    André

    ResponderEliminar
  3. Não esquece... a tua PT te espera cheia de saudades... beijos amor...

    ResponderEliminar
  4. Chegam-nos as notícias da conquista do cabo Norte. Parabéns! Continuação de uma esplêndida "journey" para vocês, obrigado por nos levarem convosco com o relato e as fotos. Grande abraço para ti e para o Teles, cá de Trás-os-Montes.

    Zé Paulo.

    ResponderEliminar
  5. Amigos Vadios.

    Continua�o de Boa Viagem.

    Rui Baltazar

    ResponderEliminar
  6. Grande Vadio tu não páras!

    É assim mesmo Carlos dá gosto conhecer gente como tu que conseguem materializar os seus sonhos nem que seja a prestações (etapas).
    Fico ansioso por ter a oportunidade de ver a apresentação de mais esta etapa da tua viagem ATÉ AO FIM DO MUNDO.

    Um abraço

    António Caldeira

    ResponderEliminar