segunda-feira, novembro 29, 2010

De que te quejas maricón?

Voltei à solidão e aos meus pensamentos. Estava precisamente a reflectir sobre a sorte do Mihai que conta meses como eu como semanas. O filho da mãe dizia que daqui a 2 meses quer estar na Colômbia e eu daqui a 2 semanas se não estou lá estou bem entalado. Estava eu nestes pensamentos metafisicos quando um autocarro, sim um autocarro relembra-me a minha sorte. De que te quejas Maricon! Pois é de que me queixo eu?? Afinal de contas tenho poucas semanas mas sempre vou tendo algumas e não me posso queixar, estou a fazer uma viagem inesquecível. Reanimei, voltei à terra e em boa altura porque a Costa Rica merece toda a atenção. Por aqui não é preciso muito para ver animais, basta ir na estrada. Como na maioria das vezes não os consigo apanhar em fotografias não perdi a oportunidade de fotografar este. O país está repletos de parques naturais e quase sem percebermos estamos dentro de um. Deve ser por isso normal ver uma cobra coral, uma das mais venenosas do planeta a atravessar a estrada. Saí finalmente da PanAmericana e apontei ao lago de Arenal e as famosas reservas naturais de Monteverde. A selva é das mais densas que já vi, escura, alta e coberta por uma neblina permanente. A humidade é total e sem me aperceber estou todo molhado. A estrada começa por ser boa mas as armadilhas estão sempre presentes. Subo mais e a neblina adensa, não é à toa que chama a isto a floresta nublosa, não se vê a ponta de um... enfim, se isto fosse mais seco não era certamente tão exuberante, por isso aguenta e usufrui de um dos parques mais belos da Costa Rica. Deixo as montanhas de Monteverde e sigo a margem do lado Arenal até La Fortuna, o ponto de exploração para o mais famoso vulcão do país. O vulcão Arenal é dos mais activos de toda a América central e ainda à poucos anos matou meia centena de pessoas numa erupção mais violenta. Desta vez não se deixa ver, a carapuça de nuvens esconde o seu cume e os rios de lava que frequentemente podem ser vistos de muito longe. Meti-me em avarias e fui à procura de um atalho para chegar ao cume. Passado 6 quilómetros estava assim. Quem não tem cão caça com gato por isso aproveito o resto do dia húmido e vou fazer uma caminhada até à cascata de La Fortuna. A chuva miudinha que caí por estas bandas nos últimos dias faz uma graça e em vez de uma temos duas cascatas para ver. Agora vou jantar no pueblo que é uma autentica disneylandia para grigos aventureiros, de descidas em rapel a rafting, de passeios de moto4 a piscinas termais há por aqui de tudo. Eu vou dormir cedo mais uma vez, amanha é dia de faina, se o dia acordar com menos nuvens vou fazer uma caminhada a ver se vejo o vulcão mais de perto, se a chuvinha continuar meto-me na estrada e fujo para o sol da costa caribenha.

6 comentários:

  1. Mas tu alguma vez sabes o que é Trabajo ou Trabajar !!!!! Maricon
    LD

    ResponderEliminar
  2. Concordo 200% com o LD
    continuação de bom trabalho
    RB

    ResponderEliminar
  3. Bahh! para que querias tu os mapas? pareces-me perfeitamente orientado!!
    André

    ResponderEliminar
  4. Gente como tu devia ter agravamento de IRS. Até as despesas de saude deviam ter taxa de luxo. Como eu te invejo.
    Um abraço,
    JH

    ResponderEliminar
  5. Mano Carlos;

    Eu e Ro estamos a nos divertir com a tua viagem. Em 2012 estaremos passando por ai tambem, viajando de volta a terrinha. Abracao,

    Tulio e Ro

    ResponderEliminar
  6. "DE QUE TE QUEJAS, MARICÓN!" O autocarro certo, no local certo, à frente do Maricón certo! :-) Cuidado na estrada e obrigado por ires dando notícias!

    Abr,

    C

    ResponderEliminar